O fim por todos os lados

donald20trump2066620mark20of20the20beast20anti-christ

Olá amigxs,

Eu tenho falando aos quatro cantos do cyberspace sobre o fim do mundo. Uso a tag #estamosfudidos para compilar todos os aspectos do antropoceno.

Minhas afirmações são oriundas das minhas pesquisas sobre as mudanças climáticas, da pesquisa populacional, de autores como James Lovelock, Freeman Dyson, entre outros.

Tenho também observado as tentativas da ficção, principalmente no cinema, em caracterizar o fim como uma possibilidade não tão remota. O medo bate à nossa porta.

No entanto, sempre evitei o aspecto religioso do apocalipse.

Na verdade, já havia ficado curioso com a afirmação de que “Os líderes do Estado Islâmico, que já conquistaram partes da Síria e do Iraque, insistem que estão se preparando para a “batalha final” entre o bem e o mal…”. Pensei, uhmm, esses caras são bem loucos.

Agora, parece que as previsões de Nostradamus, do código da biblia e nem sei quantas mais colocam a figura polêmica do recém eleito Trump como o anticristo. Pode ser bobagem, mas ninguém no mundo é tão indicado para preencher esse papel como o tal Trump.

Uma das primeiras ações deste senhor homofóbico, misógino, racista e tremendamente babaca foi nomear Myron Ebell, um dos mais conhecidos “céticos do clima” para liderar sua equipe de transição na Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA). Trump havia prometido acabar com os subsídios para energias limpas (eletricidade solar e eólica), recuperar a queima de carvão (pior combustível fóssil, abundante nos Estados mais conservadores dos EUA) e eliminar a agência ambiental EPA. Essas ações determinam o nosso fim como civilização. Enquanto, os cientistas sérios dizem que deveriamos dar o fim na civilização do petróleo e correr para tentar reverter as condições climáticas, que já é considerada irreversível.

Trump “pode” ser o anticristo. As afirmações do HyperTexts são, ao menos, curiosas e  incrivelmente possíveis.

É um tipo de “eu te avisei”. E muitos estão avisando mesmo.

É, amigxs,  #estamosfudidos por todos os lados.

 

 

 

 

 

Anúncios