Filtros, para que tê-los?

aviao

Talvez o que tenha mais me empolgado nesses últimos anos foi o fato de ter no meu celular a capacidade de distribuir imagens. Faço testes de todas as formas. Fotografias, metapixel, googleart, já usei tantos e tantos filtros. Mas, sinceramente, acho que para todos os filtros o caminho é o mesmo de Roma.

Deixe-me explicar: experimentar é onde podemos exercer a prática da inovação e da criação. Experimentar é tirar o resultado final do processo. E , assumir que o processo em si é o passo fundamental para estabelecer paradoxos da mesmice do cotidiano.

Mas experimentar não é só transformar o real. E, partir para o abraço quando se mostra um resultado chamuscado pelos filtros. Pelo contrário, a tranformação é diferente para cada um de nós. A utilização descarada de filtros, de misturas provocadas pelo blender, hipstamatic e outros programas resultam em imagens sempre muito parecidas. Uma sombra apropriada, highlights seguros, um vignette ok e, de vez em quando, um blur para tirar o foco.  Poucos conseguem tirar proveito dos filtros ao seu bel-prazer.

Dá pra fazer melhor que isso. Os programinhas de celulares são bonzinhos. E, fornecem toda a gama de controles para deixar sua imagem do jeito que voce quiser. Controles de brilho e contraste, de sombras e highlights, saturação e todos os truques para deixar tua foto mais personalizada. É só saber fuçar para entender que filtros não são tão necessários. Filtros, para que tê-los?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s