É desolador, mas…

Pensar na Internet e nos seus meandros é quase a tradução literal da revolução digital. Tudo tem se transformado numa velocidade incrível. O digital consome e recria as relações entre pessoas e também entre pessoas e objetos.

Objetos é a palavra que encontrei para tudo que não é humano. Uma vertente da palavra substância, tão importante na filosofia de Espinosa. Objetos pode fazer referência às músicas. O MP3 modificou a relação das pessoas com a música. A música vai bem, obrigado. O mercado, no entanto, anda a tombos e tropeços. Podemos ampliar essa lista. Falar da imprensa. Que outrora foi uma indústria toda poderosa e agora tem que lidar com formatos que só tentam atrair o consumidor para suas palavras. Muito embora, creio que a tendẽncia é a distribuição total, a descentralização em grupos de interesse. Não se lê mais jornal. Acessamos a informação via redes sociais. Logo, lemos algo dali, algo de acolá e a informação que os amigos e amigos de amigos replicam em suas timelines. O portal como hub tende a desaparecer. A rede social refaz a política das multidões.

E assim, tudo se tranforma. Os argumentos deste novo sistema começaram a ser moldados no fim do século passado. O aparecimento do linux e a cultura hacker foram os rompedores dessa nova ordem mundial. A generosidade e a reputação, à época, tinha a força da remuneração. Era o fim do capitalismo como conhecemos.

Esta ideia de generosidade e reputação continha a potẽncia da evolução humana. Acho que é tudo que precisamos pra viver de fato. A generosidade, que é a virtude de sacrificar os próprios interesses em benefício dos outros e a reputação, que tem um significado além da fama, ou seja é um conceito obtido por uma pessoa pela  capacidade e qualidade de se fazer algo e que é reconhecido pelo público e sociedade. Ingenuamente, poderia ser a percepção pelos outros da generosidade expandida à rede.

A velocidade da revolução não dá tempo desta reputação se formar. A vida cibernética é muito rápida e impermanente. Quando pensamos que a reputação nos atingiu ela nos escapa como o diabo da cruz. Sempre tem ‘alguéns’ pronto pra desbancar a reputação do outro. Essa é a descentralização e distribuição das redes. E precisamos conviver com isso. Todos os mercados serão destruídos, reformulados e destruídos outra vez. Os nossos também. Faster than the speeding bullet. People living like superman. All day and all night. And i won´t say if it´s wrong or if it´s right
I´m pretty fast myself. But i do have some advice to pass along. Better not look back
Or you might just wind up crying. You can keep it moving. If you don´t look down. (BB.King)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s